Quati – mamífero e carnívoro, vive em bandos nas matas brasileiras

Jacaré de Papo Amarelo – Réptil característico da Mata Atlântica
Garça
A garça, uma ave singular, que aparece em todos os lugares para lembrar-nos de que a natureza deve ser respeitada.

Quati – mamífero e carnívoro, vive em bandos nas matas brasileiras

Nariz comprido (denominação dada pelos índios), com rabo também comprido, cheio de anéis. Sociável como um anfitrião é capaz de fazer amizade muito rápido, claro em troca de atenção ou comida.

Estes animais vivem em quase toda a América, desde o Arizona, nos Estados Unidos, até o norte da Argentina. Vivem em bandos, com ninhadas de até seis pequenos quatizinhos. Passam a noite enrolados nas árvores e descem para brincar e comer durante o dia.


Na mata a algazarra pode ser ouvida e não é difícil se aproximar, porém depende da confiança deles. Estes animais podem sentir a energia do ser humano quando se aproxima. Gostam de chegar perto quando se sentem seguros. Os humanos mais cuidadosos podem até mesmo tirar alguns piolhos destes bichinhos.

quati

Aqueles que freqüentam parques bem cuidados exibem coloração viva e convivem muito bem com os humanos. Claro que nossa alimentação não é a ideal para estes animais, porém sempre que podem, pedem ou até mesmo pegam o que lhes interessa e correm.

Conheça nossas Expedições Fotográficas para ver a natureza

Veja alguns dos Patrimônios da Humanidade no Brasil

Portanto, sempre que estiver perto de um quati, não deixe bolsas e sacolas ou alimentos à vista, pois eles vão levar embora.

São frugíveros, mas às vezes falta frutas e então eles podem se tornar carnívoros. Quando avistar um animal destes, tenha certeza de ele está em bando, portanto paciência para atrair a prole toda.

O melhor destes seres é que eles são muito fotogênicos, podendo compor imagens inusitadas. Seus inimigos são os homens.

Quando entramos no parque com cães que os perseguem e matam por prazer, ou quando deixam restos de alimentos em matos ou trilhas, Toda uma cadeia de animais irão se prejudicar com o alimento, pois não estão acostumados.

Passear e interagir com a natureza também exige uma ciência, que deve ser passada para crianças e adultos, desta forma ela irá durar por muito tempo ainda. E finalmente, nem mesmo sua enorme simpatia faz do quati um animal domesticável, eles são maravilhosamente selvagens.