Pelourinho, Patrimônio Histórico Cultural Brasileiro

Itacaré – Principal destino da Costa do Cacau no Litoral Sul baiano

Pelourinho, Patrimônio Histórico Cultural Brasileiro

Salvador

Torres barrocas do Pelourinho

No mês de Agosto comemora-se o Dia do Patrimônio Histórico, o que pode inspirar uma visita ou aprofundar conhecimentos sobre os patrimônios brasileiros que podem e devem ser visitados.

O Pelô por exemplo, abreviação carinhosa atribuída aos quarteirões do Centro Histórico de Salvador é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, além de Patrimônio Histórico Brasileiro.
As características diferenciadas do Pelourinho são a maior concentração da Arquitetura Colonial Barroca Portuguesa, além das ruas estreitas e intrigantes, ladeiras charmosas e chão de pedras. Enfim, cenário de séculos atrás.

A localização do bairro foi estrategicamente escolhida do ponto de vista da defesa da cidade, desde o Séc. XVI, próxima do porto e na Cidade Alta, sobre a barreira natural de queda abrupta em relação à Cidade Baixa.

As últimas décadas do século passado foram decisivas para o Pelourinho, pois foi quando houve o reconhecimento como Patrimônio da Humanidade pela ONU e nos anos seguintes se deu a chegada de vários gêneros artísticos para ocupar o revigorado, restaurando e reestruturado centro histórico e seu casario.

Pelourinho

Ladeiras históricas e casario restaurado

A música é principalmente representada pelos ensaios do Grupo Olodum, o maior ícone musical do Pelô. A literatura tem no brilho do Museu Casa de Jorge Amado sua atração mundial. As artes plásticas estão em todas as lojas e galerias nas ruelas e ladeiras, assim como a escultura, por meio de criações de arte sacra únicas.

São incontáveis as igrejas, sendo que a principal ostenta o interior todo em ouro. A Igreja e Convento de São Francisco permite a visita a sua espetacular nave e altar, além do claustro, onde estão aproximadamente 54 mil azulejos pintados que contam a vida do santo homônimo.

Pelourinho

Pinturas Naif em Galerias do Pelourinho

No Largo do Cruzeiro de São Francisco, em frente à igreja fica o Bar do Cravinho. Sensacional, com aparência já de muitos anos e uma variedade incrível de cachaças, inclusive o próprio cravinho, que é danado de bom.

Cravinho

Degustação de cachaças no Bar Cravinho

Pelourinho

Baianas posam para fotos

O local vive cheio de baianas vestidas a caráter para posar com os turistas.

O cravinho vai abrir o apetite, então o melhor lugar no Pelô para conhecer a gastronomia regional é o Restaurante do Senac, com buffet típico e de muita qualidade.
Outras curiosidades locais são a Igreja de Santa Bárbara imortalizada no filme “O Pagador de Promessas”, Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Próximo dali está a Igreja do Carmo, que tem no subterrâneo de seu Convento túneis de até 8 km de extensão que eram usados apenas por escravos no tempo colonial. No mesmo local se encontram as cinzas do ídolo do rock brasileiro, o baiano Raul Seixas.

As opções de hospedagem no local vão desde hotel de charme até pequenas pensões ou hostels para mochileiros. Vale a pena se hospedar no Pelourinho para aproveitar as atrações a pé por mais de um dia.

Por estas e outras razões o Pelourinho é considerado um Patrimônio e todos os brasileiros deveriam conhecê-lo.